Ao futuro e além

Estou prestes a apertar o botão do futuro, quero conhecer o que há além do ano 2812. Mas antes vou contar como vim parar aqui e o que vi aqui.
No presente, em 2009, fui convidada a participar de uma experiência incrível:
Viajar para o futuro apenas apertando um botão. E foi o que eu fiz. Ao apertar o botão do futuro
senti meus pés como que perdendo o chão, minha barriga parecia ter um elevador que subia e descia dentro dela, meus ouvidos pareciam que iam estourar, trinta segundos depois cheguei ao ano
de 2812.
A cidade onde fui parar se chamava Ômega, ela era construída em cima de colunas que saiam do
chão e iam até uns 50 metros de altura. As pessoas, iguais a nós, viviam em casas ou edifícios lindíssimos, não existiam carros, somente pequenas espaçonaves, nas quais as pessoas voavam de um lugar para outro.
Doenças não existiam mais. As pessoas não fumavam nem bebiam, até mesmo a velhice não trazia dificuldades aos habitantes de Ômega.
Era tudo perfeito e eles ainda achavam que podia ser melhor. Não havia poluição nos rios, o ar
era puro como no alto da serra.
O que mais chamou a atenção foi um lugar que parecia ser uma rodoviária, mas que eles a chamavam de Aeroplanetária. Nela, espaçonaves grandes flutuavam aguardando que iriam para a Lua, Marte e Jupiter, onde já haviam cidades e pessoas morando.
Agora vou apertar o botão futuro novamente e irei para o ano de 3215, aguardem novas e incríveis descobertas.
Ao futuro e além !!!

Esta foi mais uma das tantas produções textuais do ano passado.
Até a próxima
Sabrina

1 comentários:

Dani disse...

Sabrina, muito legal conhecer este lugar Omega. Parece um otimo lugar para morar. Que bom se hoje fosse assim também, pelo menos sem pessoas fumando (que aqui na Italia tem a cada esquina uma meia duzia!). Estou curiosa para ler como serà 3215.

Adorei teu blog, vou estar te acompanhando também.
Sobre fazer seu blog mais bonito, faço sim, me diz se voce tem alguma preferencia em especial e vamos colocar maos a obra.:)
Ja estou com algumas idéias.

Um beijo!

Postar um comentário